Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gato Branco às Riscas

Um blog normal sem nada de especial de uma sonhadora inconformada.

Ter | 24.11.15

Já estou com o coração nas mãos...

Paula Ribeiro Santos

Este ano o Natal será novamente sem os meus pais. A decisão que tomamos não deixa de ser dolorosa a cada ano que passa.

Os pensamentos são sempre os mesmos e ansiedade também não desaparece.

Tudo seria mais fácil se ambas as famílias fossem menos complicadas e exigentes.

Uma noite não são noites e o Natal para mim só tem sentido se for passado em Família. Que mal tem 7 pessoas passarem a noite de Natal numa mesa mais pequena e numa sala em que existe pouco espaço?

À muitos anos atrás chegamos a ser 10/11 pessoas à mesa em outras situações.

Estávamos apertados? Sim.

Estávamos confortáveis? Não.

Estávamos felizes? Sim…

O primeiro Natal que eu e o A. passamos juntos foi em nossa casa, uma casa com 75mº, uma sala com cerca de 20mº, 8 pessoas à mesa. A meu ver sim, houve muita confusão… mas qual é a casa onde não existe confusão e barulho no Natal? A meu ver é sinal de alegria e confraternização… mas para os meus sogros não foi bem assim. Infelizmente a minha casa não é suficientemente espaçosa para os receber assim decidi que nunca, em momento algum os volto a convidar por iniciativa própria para ir lá a casa.

Foi nesta altura que optamos por tomar decisões.

E decidimos que dali para a frente seria um ano nos pais do A. e o outro nos meus pais.

Este ano, é a vez de ir aos sogros e a 30 dias do Natal o meu coração já começa a ficar apertado. Felizmente os meus pais vão estar acompanhados, vão passar a noite aos meus tios que tem uma família grande com muitos netos e com certeza alegria não ira faltar…

No meu caso…

Seremos 5.

Nós os dois, os sogros e o avô do A.

Não há necessidade de ser assim…

Tenho pena, muita pena…