Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gato Branco às Riscas

Um blog normal sem nada de especial de uma sonhadora inconformada.

Sex | 27.11.15

Esterilização feminina, why not?

Paula Ribeiro Santos

Hoje saiu no JN uma noticia que dá conta de uma Mulher que afirma não querer ter filhos e que esta a ser ostracizada na internet. (E sim, Mulher com letra grande porque é preciso ser MUITO Mulher para se expor desta forma e abordar um assunto tão sensível como este…)

Fiquei estupefacta com a ignorância e falta de educação que noticiam assim como com os comentários no final do artigo!

 

Egoísmo?

Egoísmo é ter filhos para próprio capricho e depois negligencia-los…

Egoísmo?

Egoísmo é ter filhos para “manter” casamentos…

Egoísmo?

Egoísmo é ter filhos a torto e a direito com o objectivo de obter subsídios…

Egoísmo?

Egoísmo é ter filhos para obedecer às regras da sociedade…

 

Criticas e mais criticas com que direito ou baseadas em quê?

1º Cada um faz aquilo que bem entende com o seu corpo.

2º Percebo perfeitamente o objectivo desta Mulher… claramente e como foi provado… és mais depressa criticada e descriminada por não quereres ter filhos do que, por os pores no mundo e fazeres deles pessoas infelizes.

3º Ela nunca em momento algum disse que não gosta de crianças… simplesmente não se revê no papel materno… e se assim é, para quê ter filhos se muito provavelmente não vai conseguir criar uma ligação afetiva…

4º Para quem questiona… “E se um dia ela se arrepender?” Se ela um dia se arrepender… existem outras soluções, pode não ter filhos de sangue mas pode vir a ter filhos do coração, adoptando!

5º Porque é que a esterilização não pode ser comparticipada e o aborto sim? É preferível fazer-se filhos para depois abortar? É essa a mentalidade do povinho!?

 

Conheço bem de perto duas situações totalmente distintas mas que se adequam na perfeição a esta noticia. De facto talvez por estar tão perto delas consiga ter uma visão mais clara do que aqui se discute… porém há que sair do quadrado e deixar de ser estúpido!

 

A minha melhor amiga nunca em momento algum quis ter filhos, é casada, é feliz, é professora primária, mas não quer filhos e provavelmente nunca os vai ter…

Isso faz dela menos mulher?

Isso faz dela má pessoa?

 

No estagio, lidei com uma jovem que foi violada e dessa violação resultou uma gravidez. Foi-lhe proposto o aborto, mas ela não aceitou. Na cabeça dela seria um crime ainda maior abortar. Foi acompanhada por uma psicóloga que lhe explicou que infelizmente e face à situação, ela poderá ter algumas dificuldades de vinculação com a criança…

Conclusão: a bebé nasceu e ela não conseguiu se quer pegar na criança, acabando por a entregar para a adopção dois dias depois.

 

A vida não é fácil para ninguém.

Todos nós temos as nossas limitações, ambições e objectivos, desde que não prejudiques o teu semelhante… oh pahhh és livre de fazer o que bem entenderes… e as criticas destrutivas são desnecessárias!