Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gato Branco às Riscas

Um blog normal sem nada de especial de uma sonhadora inconformada.

Seg | 04.01.16

O dia em que te esqueci...

Paula Ribeiro Santos

yj.png

"...É quando já não esperamos nada das pessoas que elas morrem no nosso coração,lembras-te? Mas agora é diferente. Agora já não espero nada de ti, sabes porquê? porque não tens nada para dar. Nem a mim, nem a ninguém. Há muito tempo que o teu coração se fechou para o amor incondicional. Talvez os filhos, se os tiveres, te consigam resgatar da ratoeira em que vives. Mas não as mulheres. Nem eu, nem outras. Não alcançamos esse poder, porque tu não possuis o dom da entrega. É um dom, sabias? Pode ser uma fraqueza, mas é, acima de tudo, um dom divino. O dom da entrega, o dom da partilha, o dom da vontade, todos ligados como irmãos da generosidade. Palavras que possuem para ti algum mistério, talvez porque, infelizmente, não me parece que já tenhas vivido debaixo da pele. Saberás encená-las com graça e mestria, como qualquer sedutor profissional. Poderás até sentir que estás a viver mas será apenas uma ilusão, porque de novo voltas ao teu casulo, ao teu labirinto perdido, onde reinam a ordem e a frieza controladas de quem governa a realidade sozinho, sem admitir que outro alguém possa fazer parte dela. Provavelmente já nada te conseguirá mudar. Viverás sempre assim, escondido de ti próprio, usando o bom coração das mulheres que te forem amando, alugando-lhes amor e tempo em troca de promessas dúbias e declarações ambíguas, aguentando-te o melhor que conseguires num charco de equívocos e meias verdades..."

 

Margarida Rebelo Pinto