Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gato Branco às Riscas

Um blog normal sem nada de especial de uma sonhadora inconformada.

Qui | 28.07.16

Confirma-se... Vamos mudar para Lisboa ♥

Paula Ribeiro Santos

large.jpg

 

Está confirmado, vamos mesmo “morar” para Lisboa durante dois meses!

O A. foi convidado para iniciar um novo projecto na empresa e a proposta era irrecusável. :)

Não sei o que pensar, não sei para onde me virar, estou confusa mas ao mesmo tempo bem lúcida.

Novos desafios, novas aprendizagens, muitas mudanças.

Equipa nova, colegas novos, carteira de clientes nova, trabalho remoto a partir de casa em Lisboa, organizar os meus horários e responsabilidades diariamente, etc, etc, etc…

Nunca trabalhei em casa e já ouvi dizer que é muito complicado...

Disciplina, disciplina, disciplina…

E a casa?

O drama actual é a casa, até ao momento ainda não temos onde ficar e já só faltam 3 semanas.

 

 

blog

 

 

 

 

Qui | 21.07.16

Longroiva Hotel Rural & Thermal SPA

Paula Ribeiro Santos

Espaço arquitectonicamente muito interessante que harmoniza o rústico com a modernidade das novas construções e o espaço envolvente.

De paisagens de cortar a respiração, lindo por dentro e por fora.

Decorado com muito requinte e elegância, a cada passo que se dá encontra-se uma peça de design inspirada em elementos tradicionais e rústicos. O hotel mostra-se acolhedor e muito confortável.

Os funcionários não poderiam ser mais simpáticos e disponíveis.

Com ambiente tranquilo e musica ambiente por todo o hotel reúnem-se alguns dos elementos essenciais a um fim-de-semana relaxante.

Pequeno almoço variado e de boa qualidade em espaço amplo, com muita luz e paisagem desafogada, oferece a sensação de paz e sossego.

O que dizer do restaurante?

Bem… que ficamos maravilhados logo à chegada.

Para além de muito acolhedor e serviço 5 estrelas, a comida é simplesmente divinal e assoberbada de sabor.

Posso dizer que ainda hoje, só de pensar no risoto de cogumelos que escolhemos me cresce água na boca.

O vinho aconselhado pela funcionaria, um verde branco da zona… com o nome de Foral de’ Meda, maravilhoso! Doce, frutado com um leve aroma a Vinho do Porto, também é para recordar. Tão bom, tão bom que ao jantar voltamos a repetir o vinho.

Passando para o quarto, optamos por pagar mais um pouco e ficar num quarto maior e no edifício principal, assim sendo optamos pelo quarto Deluxe nr. 103…

Sem duvida o quarto de hotel mais bonito e confortável que conheci até hoje. Decorado com extremo bom gosto, muito amplo, simples e moderno. Casa de banho lindíssima e de estilo romântico deu vontade de copiar o estilo e fazer algo idêntico em casa.

A cereja no topo do bolo… a piscina de água termal aquecida e espaço relvado a volta.

Não sei precisar a temperatura, mas que estaria a rondar os 30 graus, estava com certeza. Os vários pontos de jacto de água são uma excelente forma de fazer massagem ao ar livre e contemplar a paisagem vinhateira.

Tal como o nome do hotel indica “Longroiva Hotel Rural & Thermal SPA”, existe no complexo um excelente edifício Termal/SPA onde podemos usufruir de serviço de massagens entre outros tratamentos, com descontos de 15% para hospedes. (Aconselhável a marcação antecipada para garantir vaga.)

Obviamente não poderia deixar de aproveitar esta oportunidade e escolhi a opção “Longroiva Total Relax” com Banho relaxante de 15min., tratamento de chromotherm durante 12min. e massagem geral pure altitude de 50min.

Conclusão: fiquei maravilhada e a querer mais.

A relação qualidade/preço magnifica. Pela estadia com pensão completa pagamos 115,00€, pela massagem 42,50€ e mais uns trocos no bar mas nada de transcendente.

Basicamente um hotel de luxo carregado de historia e requinte a preço muito simpático.

Piscina de charme e apetitosa, um paraíso repleto de encantos para o descanso do corpo e retempero da mente.

 

Apontamentos negativos:

No quarto:

Apenas existe cortina blackout, deveria existir cortina normal também. O facto de não existir cortina, fez com que o tempo que estivemos no quarto estivéssemos sempre com os blackouts fechados e com as luzes acesas.

No WC do quarto:

Como o nosso quarto ficava virado para a frente do hotel e frente à estrada é fácil espreitar-se para o interior. Apesar de ter um vinil fosco até meio, são é suficiente. Deveria ter de cima a baixo.

Na piscina:

Poucas pessoas perdem tempo a ler o regulamento da piscina, pelo que é obrigatório o uso da touca e mergulhos para a piscina mas ninguém cumpre.  Denotamos falta de controlo da piscina e falta de espreguiçadeiras. No nosso caso não é incomodo, mas talvez para pessoa com mais idade seja um ponto negativo.

Falta de funcionários no bar da piscina, sentimo-nos abandonados.

 

IMG_8281.JPG

IMG_8199.JPG

IMG_8200.JPG

IMG_8201.JPG

IMG_8202.JPG

IMG_8203.JPG

IMG_8204.JPG

IMG_8205.JPG

 

IMG_8208.JPG

IMG_8218.JPG

IMG_8220.JPG

IMG_8221.JPG

IMG_8224.JPG

IMG_8226.JPG

IMG_8227.JPG

IMG_8235.JPG

IMG_8239.JPG

IMG_8267.JPG

IMG_8268.JPG

 

IMG-20160721-WA0001.jpg

IMG_8271.JPG

IMG_8273.JPG

IMG_8276.JPG

 

IMG_20160717_125322.jpg

IMG-20160721-WA0010.jpg

 

IMG_20160717_125721.jpg

 

IMG_8283.JPG

 

 

blog

 

 

 

Qui | 21.07.16

Odeceixe, o sonho... ♥

Paula Ribeiro Santos

Finalmente algum tempo para o blog!

Depois de algumas semanas praticamente sem aqui pôr os pés os posts nos rascunhos acumularam-se...

Bem... Em Junho estivemos de férias.

Pois é, fomos alguns dias para o Alentejo (como ja disse aqui), mais precisamente para Odeceixe.

Tivemos muita sorte e apanhamos dias muito quentes... tão quentes que todos os dias fizemos praia e longos "safaris"!

A casa era maravilhosa, pequena mas encantadora e com todo o conforto que procurava-mos. (Continuo a preferir o alojamento local nestes sítios). Dois quartos, um deles suite, uma sala kitchenet e um terraço maravilhoso com barbecue, espreguiçadeira, mesa de refeições e uma cama de rede (adoro)...

Fizemos praticamente todas as refeições em casa... churrascos e saladas claro está...

Quer-se dizer... ia ter um barbecue maravilhoso e não ia usar?

Ah pois... peixinho bom todos os dias...

Pequenos almoços reforçadíssimos e tranquilos tal como gostamos e muito passeio.

É a segunda vez que vimos passar ferias a Odeceixe e de facto, com toda a certeza que não irá ficar por aqui...

O que me encanta em Odeceixe?

É sentir-me em casa...

É a beleza de tudo o que nos rodeia...

São os habitantes simpáticos...

A arquitectura tipicamente alentejana...

É a comida...

São as praias lindíssimas.

Enfim, o paraíso a 500km do Porto.

Um dos dias dei por mim a pensar (mais uma vez) na felicidade que seria ter uma casa num sítio como aquele. De facto, de menina da cidade não tenho nada. Confesso que adoro viajar e varrer mundo, mas para mim felicidade das felicidades era ter um cantinho só meu num local como aquele.

Lá está, tão pouco que se traduz em tanto!

Muita gente não me compreende e pergunta o porquê de gostar tanto da vida rural ou de aldeias perdidas no meio de nenhures... e eu respondo: "É o silencio, a tranquilidade e o retiro que procuro e encontro nestes locais."

Deixo-vos aqui algumas fotos do que foram as nossas mini-férias em Junho e o conselho de visitarem esta vila maravilhosa plantada à beira mar...

 

19786337_ddEiz.jpg

19783994_BFytU.jpg

19783987_ohZOZ.jpg

19786341_MTHJS.jpg

 

 

 

 

blog

 

 

 

 

 

 

Pág. 1/2