Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gato Branco às Riscas

Um blog normal sem nada de especial de uma sonhadora inconformada.

Ter | 30.08.16

É desta que perco seguidores...

Paula Ribeiro Santos

images.jpg

 

Oh God, preciso de uns minutos sozinha comigo mesma e com o silencio barulhento da minha cabeça, preciso urgentemente de a pôr em ordem.

Confesso que desde que chegamos a Lisboa não tenho tido oportunidade/disponibilidade para o fazer.

Sim, de facto passo horas infindáveis sozinha em casa...porém a trabalhar. E se no escritório ia vagueando pela net ou pelo blog, aqui e porque estou a usufruir de uma excepção que a empresa me ofereceu, sinto uma responsabilidade acrescida, por isso estou sempre a trabalhar.

E mesmo quando termino o meu horário, o que de imediato faço é: dar um jeito à casa, entretanto o A. chega, tomo um duche e lá vamos nós jantar. 

Acho que na realidade ainda nem caí em mim e sinto a cabeça meia atolambada com estas alterações.

De facto e apesar de conhecer um pouco de Lx, viver aqui é outra coisa.

Não é a minha casa.

(desculpem-me o desabafo) No geral, as pessoas são mais frias, distantes, menos acessíveis e simpáticas.

As casas são muito mais caras e têm menos qualidade, existem mais pessoas na rua por metro quadrado do que na Estação da Trindade em hora de ponta.

Os restaurantes também são mais caros. Muitas e muitas pessoas gozam-nos por causa do sotaque (e atenção, eu não tenho sotaque vincado, agora imaginem quem tem, o que deve sentir...)

Isto afinal não é o que eu esperava.

Achava eu que trabalhar em casa ia ser uma alegria, que não ia ficar cansada como fico normalmente, que à noite ia ter sempre vontade de andar ai a curtir e a conhecer a movida, etc, etc, etc... Nada disso. Quero é sossego!

Para complicar... (sim, porque eu não sou nada complicada)

Não me sinto à vontade nesta zona residencial como seria aspectável.

Praticamente não saio à rua, as caminhadas que faço são logo pela manhã e muito rapidamente apenas para a Mia fazer o seu xixizinho.

Não sei sinto-me deslocada.

Queria ser mais eu.

A minha timidez não ajuda, à medida que os anos vão avançando parece que estou pior e tenho receio que facto de estar a trabalhar sozinha em casa favoreça mais este meu "calcanhar de Aquiles".

Eu não era assim, fui me tornando assim. E não gosto...

 

 

PS_ Perdoem-me os Lisboetas... Claramente o problema não é vosso, é meu! Eu é que venho habituada a outro estilo/nível de vida...e espero mudar em breve de opinião, claro.

 

 

 

blog