Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gato Branco às Riscas

Um blog normal sem nada de especial de uma sonhadora inconformada.

Ter | 04.10.16

Recuperação de Crédito - é tipo uma saga!

Paula Ribeiro Santos

Falo com a cliente dia 06.09.2016.
Atende-me de forma pouco simpática e altiva dizendo: “Hoje paguei 500,00€ no balcão, não sei o que vocês querem.” (podia responder-lhe à letra, mas como sou uma gaja profissional, deixei cair).
Educadamente, solicitei a copia do comprovativo, informei o email da empresa e aguardei…


Aguardei… 1 dia
Aguardei… 3 dias
Aguardei… uma semana…

Até que dia 20.09 voltei a ligar à Sra. para questionar se realmente tinha enviado o comprovativo, é que 15 dias sem o pagamento dar entrada automaticamente seria motivo para ponderar que a cliente se enganou e pagou para uma conta de um outro cliente, nesse caso seria necessário afectar o valor à conta correcta para que a cliente não perdesse aquele dinheiro.

 

Ligo e assim que percebe que sou eu, diz-me: “A menina é muito impertinente, já não lhe disse que já paguei? Que mais quer?” e desliga o contacto…


Uma semana depois entra um pagamento automático de 70,00€ numa divida de 1.000,00€.

 

Conclusão… nem perdi tempo, claramente esta Sra. educadíssima e caloteira, não tinha pago rigorosamente nada e por isso é que o valor nunca deu entrada muito menos recebi o comprovativo. Para me tentar tapar os olhos, fez um pagamentozinho de 70,00€ já no final do mês.
Azar o dela é que enviei o contrato para Acão Judicial no mesmo dia e perdeu uma excelente oportunidade de ser ajudada e resolver amigavelmente sem outras custas.

 

É por isso que detesto esta profissão.
Lidar com pessoas mal educadas, presunçosas e caloteiras não é para qualquer um.

 

 

Por favor…
Se alguém que esteja a ler este texto tem dividas em atraso com bancos e financeiras e efetivamente teve um problema na vida e quer resolver essas pendencias, ser arrogante, não ser acessível ou ser conflituoso não ajuda nada!
Entrem em contacto com as instituições e peçam ajuda, expliquem a situação.
Não esperem que vos liguem, não esperem que vos batam à porta.
E sobretudo sejam sinceros, hoje em dia existem muitas formas de ajudar os clientes e a conversar é que as pessoas se entendem.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ter | 04.10.16

Cais 447 – Tarde dançante

Paula Ribeiro Santos

cais447.jpg

 

E não vai ser preciso esperar mais porque vai ser já amanhã.

E eu?

Eu estou excitadíssima.

Para alem de não ter que esperar por Janeiro esta festa vai ser totalmente diferente daquilo a que estamos habituados. Desta vez ao ar livre e em plena jardim!

OMG que mais posso querer?

Perfeito, perfeito é estar tempinho agradável e bora lá para dar um pezinho de dança ao som das musicas electrónicas que fizeram parte da minha infância e adolescência.