Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gato Branco às Riscas

Um blog normal sem nada de especial de uma sonhadora inconformada.

Qua | 13.09.17

"As temíveis visitas no pós parto" - O que realmente aconteceu!

Paula Ribeiro Santos

Felizmente todos os meus receios se mostraram infundados pois tudo correu bem e sem grandes pressões. 

Na maternidade apenas as visitas dos meus pais (em todos os dias de internamento), prima e tia que nos acompanharam no dia do parto. Duas visitas dos cunhados e sobrinha. Uma visita da madrinha e duas visitas em três dias dos sogros.

Bem...podia ser pior, bem pior!

Juro que estava a pensar que ia receber telefonemas, sms e mais sms's a perguntar se podiam invadir o hospital, mas não!

Não aconteceu!

Todas as pessoas com quem falamos pediram para nos visitar mas quando já estivéssemos em casa, instalados e com a nossa rotina normalizada.

Ufa... que alivio...Desta não estava à espera.

Acabei por estar com as minhas amigas próximas no meu jantar de aniversário, depois com alguns amigos que recebemos cá em casa e às colegas do emprego será apresentado amanhã numa visitinha.

Sim, sinto que às vezes me preocupo de mais.

Confesso que deveria ser mais tranquila em certas situações já que em outras sou o oposto. 

Infelizmente quando sinto que a minha privacidade está a ser ameaçada ou violada, não sou a pessoa mais agradável. Sinto-me desconfortável, pressionada... não sei explicar.

O facto é que é das poucas coisas que me tira o sono.

O bom disto tudo é que as "apresentações oficiais" já terminaram e afinal de contas não custou assim tanto. 

 

 

Qua | 13.09.17

As temíveis visitas no pós parto

Paula Ribeiro Santos

Nota: este post foi escrito em tom de desabafo e guardado no dia 12 de Julho de 2017, um dia antes do nascimento do nosso bebé.

 

Por incrível que pareça esta é uma das minhas maiores preocupações!

Eu sou uma pessoa calma, recatada, um tanto ou quanto envergonhada, gosto de estar no meu canto, gosto de silêncio e sobretudo tranquilidade. 

Algo que me tira o sono são de facto as temíveis visitas no pós-parto (sejam elas na maternidade sejam em casa) aquelas que não desamparam a loja. Conseguem imaginar? 

Pior do que isso, tenho receio que certas pessoas se imponham ou imponham a suas presenças mesmo naqueles momentos mais íntimos como dar de mamar.

Ora eu sei que é tudo uma questão de dizer: "pessoal, agora esta na hora do Afonso comer, preciso que saiam do quarto" mas lá está, o problema é mesmo esse, sou eu quem tem que pedir?

As pessoas não tem consciência de que é um momento intimo e privado entre mamã/bebé e possivelmente papá?

Mais ainda...

Será que as pessoas estão a pensar abancar-se em nossa casa e ficar cá para lanchar? Quem sabe jantar?

Eu vou estar numa situação debilitada, mas mesmo que não o estivesse, será que as pessoas vão ter consciência de que não estou para servir lanches e lanchinhos e fazer sala?

E que se estamos numa fase de adaptação precisamos de todo o sossego possível?

Isto para além de que o entra e sai nos suja a casa toda... "hum"... e quem vai limpar depois? As visitas? :)

Mas pior pior de tudo.... são as babas e as mãos sujas e transpiradas das visitas... (vou comprar gel desinfetante para as mãos amanhã). Beijinhos e mais beijinhos, colinhos daqui para ali, que não servem a não ser para massacrar o bebé que acabou de sair do seu mundinho pequenino e conchegado (para já não falar dos micróbios).

 

Oh "save me god" que estou a começar a panicar.