Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gato Branco às Riscas

Um blog normal sem nada de especial de uma sonhadora inconformada.

Qua | 20.12.17

Chaos - de Luís de Matos

Paula Ribeiro Santos

Ora, este espetáculo foi uma oferta e uma agradável surpresa a vários níveis, primeiro porque foi uma sexta-feira à noite diferente daquilo que estamos habituados, segundo porque com um cenário simples e sóbrio se mostrou brutal e em terceiro porque o Luís de Matos continua um gato e é de facto uma pessoa muito simpática, com grande sentido de humor o que tornou o espetáculo ainda mais interessante.

Se já gostava dele, agora estou fã, Luís de Matos mostrou-nos porque é o mágico Português mais premiado.

Além daqueles truques mais básicos de cartas e cordas a que estamos habituados brindou-nos também com outras ilusões  totalmente inesperadas.

A minha favorita foi sem duvida quando fez um truque utilizando toda a plateia, onde a cada um de nós eram atribuídos quatro folhas com quatro frases diferentes sobre a teoria do Caos. Inicialmente pediu para baralhar os cartões, depois para cortar escrupulosamente a meio este maço de folhas guardando apenas uma das partes num bolso seguro, baralhar novamente e entretanto e em fases diferentes ir atirando os restantes papeis para o ar ou ir passando para o espetador do lado ficando no final com apenas um papel na mão... tudo isto sempre com as frases inscritas no papel viradas para baixo. No final, cada um de nós foi ao seu bolso, tirou a metade guardada e não é que milagrosamente correspondia à outra parte que ficou na nossa mão?

Muito, muito bom!

No final e para terminar em grande, brindou-nos com uma travessia descalço sobre uma plataforma cheia de vidros partidos. Explicou também que um dos grandes fatores que nos levam a ter dor é a visão e o facto de ela nos sugestionar. Nesse sentido e depois de chamar dois espetadores para confirmarem a veracidade dos vidros atravessou passo a passo e muito lentamente aquele pequeno rio de cacos, mostrando no final a planta do pé totalmente intocada.

Parabéns Luís de Matos, que continue a somar prémios e sucessos.

De facto alguém que com a sua magia interior e exterior continua a conquistar o publico.

 

 

Qua | 20.12.17

Biberão bébéconfort Natural Comfort

Paula Ribeiro Santos

30000815b.jpg

 

 

Desde que o Afonso nasceu que tenho andado numa verdadeira luta para descobrir o biberão certo.

Primeiro usamos os Natural Feeling da Chicco, que se revelaram muito maus, a tetina vai para dentro fazendo com que o Afonso faça um grande esforço para mamar. Basicamente em vez de demorar 10 minutos demora bem mais e faz várias paragens durante o processo. 

Então passamos para o Dr. Brown anti-cólicas, o biberão de facto é interessante, a tetina é molinha e o Afonso adora, porém o biberão verte por todos os lados. Já trocamos por várias vezes as tetinas (por tamanhos diferentes, de acordo com a idade do bebé) porém o problema mantém-se. Um drama brutal quando temos que misturar o leite em pó com a água.

Depois de alguma pesquisa em sites de bebé e puericultura decidi arriscar no Biberão bébéconfort, Natural Comfort.

Até agora não desilude.

É muito leve, tem tetina molinha e com formato anatómico para uma melhor sucção, aparentemente perfeitamente adaptado a boquinha do bebé. Optamos por comprar já com tetina 4+ mas para nós foi um erro porque apesar de o Afonso estar com 5 meses ainda usa tetina de 2 meses e por isso o fluxo deste é muito elevado (terei que trocar por uma tetina S ou M mais à frente)

Quanto ao preço, nada de extraordinário. Comprei o nosso na Well's por 11,29€ com desconto em cartão de 20%.