Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gato Branco às Riscas

Um blog normal sem nada de especial de uma sonhadora inconformada.

Qua | 01.04.20

abril chegou e eu estou revoltada!

Paula Ribeiro Santos

Abril chegou e com ele a perceção de que estamos em isolamento há precisamente 20 dias.

Vinte dias em que saí de casa por duas ocasiões e apenas por alguns minutos apenas para fazer compras e voltar de imediato.

Duas saídas em que senti que fugia de algo, onde senti um medo invisível absolutamente perturbador.

Duas saídas acompanhadas por muita ansiedade, stress e este quase mantra "nada de distrações, sê rápida, não toques em nada que não seja aquilo que efetivamente queres comprar, não te aproximes demasiado das pessoas, não toques na cara, vai desinfetando as mãos, quando chegares a casa deixa as compras na garagem, descalça-te, tira a roupa, deixa tudo cá em baixo, desinfeta-te, lava-te e desinfeta-te novamente."

Pode parecer ridículo mas este foi o meu pensamento durante todo o período em que estive na viagem de ida e volta para o supermercado e enquanto fazia compras. (tanto é que me esqueci de trazer alguns produtos :))

Sinto que estamos a passar por um período "Walking Dead" com a diferença de que não sabemos onde se esconde o vírus.

E triste e avassalador olhar à volta e perceber que há inúmeras pessoas que não têm a mínima noção daquilo que se está a passar. As pessoas não respeitam as distancia de segurança de 2 metros, invadem sem medo o espaço daqueles que já estão a ver algum produto, não esperam que a pessoa circule para outro local.

E depois...outra coisa que me deixa louca é a imensidão de gente, principalmente gente mais velha, que vai para o supermercado passear.

É revoltante pensar que muitos de nós está a fazer um esforço tremendo para ficar em casa, isolado, longe do Mundo e daqueles que amamos, a perder rendimento e a lutar contra este inimigo invisível, quando outros tantos acham que tudo isto é uma treta.

É revoltante perceber, que muita gente é burra ao ponto de dizer de boca cheia que nada lhes pega... o problema é que se lhes pegar, quem vai pagar o tratamento hospitalar vamos ser NÓS! Aqueles que se estão a sacrificar e que estão enclausurados em casa. Quem vai lutar pela vida deles, vão ser os médicos e enfermeiros que deixam de ir a casa e de estar com as suas famílias para fazer valer o seu juramento.

Estou chateada, estou muito chateada...

Enquanto esta gente pequenina não se mentalizar, o problema vai continuar.

 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.