Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Gato Branco às Riscas

Um blog normal sem nada de especial de uma sonhadora inconformada.

Sex | 05.01.18

Back to Work

Paula Ribeiro Santos

O regresso não está a ser fácil mas achei que seria bem mais complicado.

Apesar de tudo sinto-me tranquila, porém a saudade do meu pequenote correi-me por dentro e quando chego a casa só tenho vontade de o abraçar e beijar como se não existisse amanhã.

Penso que durante a minha licença tê-lo deixado algumas vezes com os meus pais (apesar de que poucas horas) ajudou a saber controlar a ansiedade, contudo a saudade não se controla e magoa.

Apesar de o trabalho ajudar a manter a cabeça ocupada, olho várias vezes para o relógio e parece que o tempo não passa. Chegar a casa nunca soube tão bem como agora.

Porém chegar a casa significa que a odisseia do quotidiano de uma mãe/dona de casa/ trabalhadora por conta de outrem não termina.

O tempo escasseia e tenho que me desdobrar, ontem eram onze da noite quando começamos a jantar. Eu sei que tudo é uma questão de adaptação, porém tal como quando regressei da maternidade, sinto-me atordoada com tanta informação para processar.

É que para além das tarefas domésticas habituais há que ter tempo para o miminho e obrigação de “desligar” do emprego.

Quanto ao emprego… parece que fiz um reset.

Acho que nunca me senti tão incapaz. Até palavras pass apaguei da minha memoria, sinto-me a começar praticamente do zero e existem coisas que fazia como procedimento diário que esqueci completamente e até os horários para as pausas confundo. Tenho a sensação de que por vezes a minha mente fica em branco e sinto-me perdida.

Dizem que cérebro do pós-parto leva cerca de dois anos a voltar a raciocinar com normalidade.

Oh meu Deus! Como é que vou aguentar!?