Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Gato Branco às Riscas

Um blog normal sem nada de especial de uma sonhadora inconformada.

Seg | 01.04.19

Palavra de ordem do fim-de-semana: Destralhar

Paula Ribeiro Santos

A iniciativa começou motivada por uma pessoa amiga através do Instagram através do desafio “Destralhar 28 dias” entretanto tornou-se numa prioridade uma vez que vamos mudar de casa.

É verdade, este fim-de-semana dediquei-me a “destralhar” é incrível o lixo que acumulamos no nosso quotidiano, coisas e mais coisas, das quais temos pena de nos separar porque achamos que um dia vai ser muito útil mas que na realidade nunca são usadas e que só servem para ocupar espaço.

Lembro-me que quando mudamos de casa (há cerca de dois anos), "destralhei " imenso, agora que estamos prestes a fazer nova mudança, voltamos a ter coragem e deitamos mãos a obra (mais eu do que ele).

Para já, está o meu roupeiro, cómoda e a minha mesa de cabeceira...

Na cozinha já foram despachadas todas as embalagens de plástico sem tampa e vice-versa, copos únicos daqueles que vem como oferta nos refrigerante e em festivais de cerveja e vinho. Facas que já não tinham lâmina e nem mesmo que fossem amoladas voltavam a cortar o que quer que fosse e… loiça de fogão.

A parte mais difícil será o aparador da sala, aliás, o acumulador da sala, aquele que era suposto ser uma garrafeira e um armário para guardar livros mas que tornou no ecoponto azul!

E cereja no topo do bolo… os arrumos na garagem.

Ui… aí sim, vai doer!

 

Coragem, desejem-me coragem!

 

Já sei que depois de tudo arrumado ficamos com a alma lavada, porém nos entretantos aquilo é mesmo cansativo.

 

Vá… tenho que pensar positivo, quanto mais destralhar, menos temos que transportar e menos temos que arrumar na casa nova.

 

"Destralhar" é organizar, é descomplicar… é trazer novas energias à nossa vida.